5 dicas para abrir uma loja de Artigos Evangélicos

Você já deve ter notado a ascenção do mercado evangélico em torno do Brasil. Esta popularização não só representa ótimas oportunidades de mercado mas a disseminação da palavra em nosso país.

O mercado evangélico, apesar de ter fins lucrativos para quem quer iniciar, tem um objetivo maior do que apenas vendas e lucros. Nossa missão é entregar ao maior número de pessoas a sabedoria cristã e multiplicar os meios de acesso a religião e a Deus. Seja através da música, da arte ou em materiais que estão presentes em nosso dia-a-dia.

Abrir uma loja de artigos evangélicos é uma grande missão. Se você está pensando em seguir este caminho, é bom estar atento a diversas circunstâncias que o mercado oferece e se policiar para não desviar-se de sua missão. O que muitos comerciantes têm como dificuldade são: Como abrir uma loja de artigos evangélicos e como manter.

A princípio, podemos imaginar um ambiente físico, receptivo aos seus clientes durante uma jornada de trabalho diário. Outra forma possível, seria uma loja online de artigos evangélicos, que também é um setor imenso atualmente e representa boa porcentagem de vendas no Brasil em todos os setores.

O que essas opções têm em comum são, o tema, os produtos e os propósitos. Em qualquer uma das alternativas, o seu público será a comunidade evangélica, podendo manter também um espaço aberto receptivo ao público que não é evangélico mas que tem interesse nos artigos.

Dicas para abrir uma loja de artigos evangélicos. 

1.Artigos evangélicos.

Uma dica valiosa na hora de selecionar os artigos evangélicos que serão revendidos em sua loja, é focar em qual é o seu público ideal. Por exemplo: Você imagina que na região em que sua loja está situada, o público que mais demonstra movimento é de qual faixa etária? Quais os hábitos em comum que estas pessoas demonstram? Quais os interesses deles? Faça-se este tipo de perguntas e você encontrará os melhores artigos evangélicos para disponibilizar para estas pessoas.

Tenha em seu estoque diversos tipos de Bíblias, caso seu público seja em maioria feminino, procure artigos como Bolsas ou pelúcias. Seu estoque vai variar de acordo com o seu público, até que se torne mais estável. Caso sua loja esteja em uma região residencial, você pode optar por artigos evangélicos domésticos, como Luminárias, tapetes, canecas e copos, e assim por diante.

2.Dedicação e comprometimento

É importante ressaltar que caso você não tenha experiência com vendas ou marketing, você vai precisar aprender e se profissionalizar. Apesar de estar tratando de um mercado religioso, seu cliente deve ter o melhor tratamento possível. Isso inclui desde sua entrada na loja até o momento final em que finaliza uma compra. Você deve querer que ele volte sempre, não é? Então pense em formas que possam atrair o seu cliente de volta e mantenha sempre o compromisso com sua loja.

3.Planeje.

Prepare metas alcançáveis para o seu primeiro mês, pense de forma realista para criar suas metas, pense de forma pessimista e veja se mesmo se tudo der errado ainda vai valer a pena e pense de forma otimista enquanto estiver trabalhando. Depois de um período de trabalho, será possível avaliar qual é o seu público com mais exatidão, quais produtos venderam mais, quais não vendem, o que as pessoas buscam, se voltam a comprar ou não, etc. É preciso estar de olho nas estatísticas o tempo todo para poder elaborar um novo plano para o próximo período.

4.Guarde fundos de emergência.

Um comércio não pode nunca ficar sem dinheiro. Caso em algum mês sua loja não venda nada, você ainda vai precisar pagar as contas da loja, despesas, funcionários, etc. Tenha dinheiro para meses adiante guardado e mantenha esse caixa sempre no positivo, caso contrário, na primeira decaída do seu comércio você terá que fecha-lo, isso acarretara em frustração e dívidas.

5.Pesquise preços de artigos evangélicos. 

Nunca compre na primeira oportunidade que tiver. Faça longas buscas, entre em contato com fornecedores de artigos evangélicos, pesquise, pechinche, envie orçamentos, enfim. Busque sempre o melhor negócio para que você possa atender o seu cliente melhor que todos os outros concorrentes. Não tenha medo de insistir em um negócio, pense na satisfação de poder vender um produto a preço justo para seus clientes.

1 Comment on 5 dicas para abrir uma loja de Artigos Evangélicos

Comente!